Cumaru surgiu a partir das demandas existentes do TAY - Arquitetura Ecológica e pela busca por projetos mais ecológicos. É um escritório de arquitetura ecológica formado por quatro mulheres. Todas com formações e experiências na área de arquitetura. Percebemos que juntas nos fortalecemos para a aplicação desse conceito. Somam-se a isso as experiências profissionais particulares de cada integrante.

 

Taynara Ferro, natural de Goiânia, vem desenvolvendo trabalhos com arquitetura ecológica desde 2008, utilizando a madeira e a terra como matéria prima para as estruturas e acabamentos de suas construções. Filha de uma artista plástica e de um arquiteto, acredita na arquitetura como expressão, e que a interação do homem com a natureza beneficia e aproxima as pessoas de sua essência. 
 

Lilian Bolognini, paranaense, traz na bagagem sua experiência com design, cenografia e direção de arte. O trabalho com montagens efêmeras lhe confere habilidades em lidar com os prazos das obras, com os aspectos culturais dos moradores e contextos sociais onde as obras estão inseridas, bem como, propor novas possibilidades de uso para os espaços e os materiais.

 

Natália Maria, nascida em Planaltina, pesquisa o uso e aplicação do bambu, mistura o conhecimento vernacular com a inovação tecnológica em prol de uma arquitetura viva. Acredita que o pensar se faz em conjunto, da prancheta à obra.

Luiza Karan, de Fortaleza, pesquisa arquitetura de terra e taipa de pilão. Tem como principio explorador o uso de várias técnicas construtivas com terra num mesmo projeto, para que essa integração permita o melhor desempenho dos seus diferenciais. 

"Natural e coletivo. Estamos alinhadas às técnicas da arquitetura de terra desenvolvidas por culturas milenares e às inovações tecnológicas com responsabilidade ambiental. Buscamos a evolução dos espaços e acreditamos que se tivermos consciência e responsabilidade no ato de projetar, propondo alternativas ecológicas, buscaremos opções com maior equilíbrio entre as paisagens construídas e as naturais, e que minimizam os danos causados ao meio ambiente. Então, nossos projetos, além de proporcionar bem-estar, estimular sentidos e integrar a experiência de mundo através dos materiais naturais, também refletem a maneira como enxergamos a arquitetura: viva, fluida, respeitosa, integrada à natureza e para todos."  Equipe Cumaru

 

A Casa

Da esquerda para a direita: Luiza Karan, Taynara Ferro, Natália Maria e Lilian Bolognini